Pesquisar este blog

sábado, 21 de outubro de 2017

O que eu quero...



O que eu quero ?
Só quero ser feliz, quero amar sem ter que chorar na despedida, sentir a chuva tomar meu corpo, o calor do sol aquecer-me a alma, quero poder gritar ao mundo dizendo que não foi em vão, que não é em vão minha escolha e talvez eu viva uma vida de incertezas.
Sem saber realmente o que meu coração deseja, mesmo sabendo que na verdade o que ele quer é estar ao seu lado, mas quero sim, viver intensamente, amar, chorar, sorrir, sem medo ou com medo, tanto faz.
O que eu quero mesmo é poder olhar pra traz e dizer sorrindo: chorei, ganhei, perdi, sorri, amei, fui e não fui amado e alegrar meu coração ao perceber que nada foi em vão que valeu à pena cada lágrima, cada sorriso, cada minuto de espera, cada noite de solidão, alimentarei em meu coração a certeza de que o verdadeiro amor é aquele que suporta a renúncia e consegui viver na saudade, afinal não é só de carinhos e beijos que se alimenta um grande amor.
Talvez eu ame, talvez eu seja amado, talvez não, talvez eu chore talvez não, quem sabe eu tenha encontrado o que a muito tempo procurava, mesmo sem saber ao certo o que encontrei, assim talvez eu ainda viva por muito ou por todo tempo com minhas incertezas...

POR: Wcastanheira      Em delírios do poeta, hoje divagando, poetizando, delirando. Pra vcs bjinhos e bjinhos.

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Quando o amor chegar...



Não adianta o amor procurar, simplesmente ame, deixe este sentimento louco e mágico lhe envolver!!!
O amor é que vai te encontrar, onde e quando você menos esperar.
Seja no trabalho na rua ou numa mesa de bar, na feira, na fila do banco ou quem sabe ao seu lado na sua cama.
Esteja bem ou mal vestida, esteja mal ou bem humorada.
Nem a pressa nem a ansiedade vai fazer ele chegar
muito menos a angustia pela espera, no Lugar e na hora certa ele vai te achar.
O amor vê com olhos diferentes dos nossos, ele vê com os olhos do coração, bem diferente do sentido da visão.
O amor vai te ver com o olhar da intuição, que vê comportamentos, atitudes e emoção.
Vê com os sentimentos da alma, que enxerga com seu olhar todo misterioso.
E quando você acorda de um toque de mão, você já está nos cheiros e toques da sedução.
Nos mistérios e labirintos da atração, sem pensar com a razão, e sim com alma e coração.
Com poucos encontros e pronto, vocês estão apaixonados
Fazendo as coisas ridículas dos enamorados.
Nos colos da Paixão ninando para o Amor, o Coração
Quando com um silêncio ou seu efeito for maior que mil palavras... é pq encontramos o coração certo para comunicar, o amor está à chegar, abra seu coração, deixe cair as barreiras que a vida lhe impõe e simplesmente...
Ame!!

POR: Wcastanheira  Em delírios do poeta, hoje curtindo esta delícia de sentimento  q é o amor, q nos invade, q nos quer dominar. Pra vvcs bjinhos e bjinhos.

terça-feira, 17 de outubro de 2017

Mulheres que amam de menos....Martha Medeiros



Eu quero dar meu depoimento. Creio ter um problema. Se mulheres que amam demais são aquelas que sufocam seus parceiros, que não confiam neles, que investigam cada passo que eles dão e que não conseguem pensar em mais nada a não ser em fantasiosas traições, então eu preciso admitir: sou uma mulher que ama de menos.
Eu nunca abri a caixa de mensagens do celular do meu marido.
Eu nunca abri um papel que estivesse em sua carteira.
Eu nunca fico irritada se uma colega de trabalho telefona pra ele.
Eu não escuto a conversa dele na extensão.
Eu não controlo o tanque de gasolina do carro dele para saber se ele andou muito ou pouco.
Eu não me importo quando ele acha outra mulher bonita, desde que ela seja realmente bonita. Se não for, é porque ele tem mau gosto
Eu não me sinto insegura se ele não me faz declarações de amor a toda hora.
Eu não azucrino a vida dele.
Segundo o que tenho visto por aí, meu diagnóstico é lamentável: eu o amo pouco. Será?
Obsessão e descontrole são doenças sérias e merecem respeito e tratamento, mas batizar isso de "amar demais" é uma romantização e um desserviço às mulheres e aos homens. Fica implícito que amar tem medida, que amar tem limite, quando na verdade amar nunca é demais. O que existe são mulheres e homens que têm baixa auto-estima, que tem níveis exagerados de insegurança e que não sabem a diferença entre amor e possessão. E tem aqueles que são apenas ciumentos e desconfiados, tornando-se chatos demais.
Mas se todo mundo concorda que uma patologia pode ser batizada de "amor demais", então eu vou fundar As Mulheres que Amam De Menos, porque, pelo visto, quem é calma, quem não invade a privacidade do outro e quem confia na pessoa que escolheu pra viver também está doente.

POR: Wcastanheira  Em delírios do poeta, hoje delirando com a sábia Martha, uma geniazinha da inspiração, Martha, Martha... Pra vcs bjinhos e bjinhos...