Pesquisar este blog

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Quando o amor se vai....



Quando o amor se vai, parte de nosso mundo desaba, parece que o mundo ficou vazio, a net não tem graça, os lugares onde vocês iam, até parecem vazios e sem cor e o que nos resta ?
Quando o amor se vai, o mundo de nossos sonhos e fantasias vai junto com ele, haviam planos e ideias certamente, nos restará a lembrança e a saudade daquilo que marcou nossa vida, e hoje partiu !
Uma angústia invade nossos corações, lágrimas sempre teimam em rolar, aquelas canções de outrora tão maravilhosas, hoje perderam seu romantismo, não tem sentido e nos fazem chorar.
Será que quando o amor se vai, o mundo realmente acaba para quem fica com a dor das lembranças e da solidão ?
Mas, será que se pensarmos e observarmos com cuidado não iremos perceber ao nosso redor que tudo na vida se
renova e outro amor pode estar à nossa espera?
Ora, nós somos capazes de amar quantas vezes preciso for, não podemos deixar nos abater por aquilo que não nos desejou e seja capaz de abalar-nos e acabar com a nossa alegria.
Levante-se !!!
Erga seus olhos, observe as maravilhas ao seu redor, sinta o perfume das rosas, a beleza dos pássaros entoando canções, o cheiro gostoso da terra molhada e o revoar das borboletas.
Porque se deixar abater por algo que não te mereceu ou não havia a química para manter este amor aceso, vivo?
O grande segredo da vida é recomeçar, passar a enxergar as novas amizades, mudar a maneira de vestir, frequentar o shopping, jogar boliche, e, sobretudo, aprender a sorrir, viver novamente ...
Quantos amigos que você abandonou, deixou de lado, nem ligou mais, estão esperando o seu regresso ?
Busque-os !
Quantas belezas que estavam à sua volta e você não
notava?
Então, vamos recomeçar por hoje, ligue para aquele amigo ou amiga que há muito tempo você abandonou e chame-o para passear, para fazer “fofoca”, para pedir desculpas, chame-o para falar de vida, quem sabe tomar um sorvete ou passear pela orla linda do mar ou subir a montanha para apreciar a beleza dos campos, mas chame...

POR: Wcastanheira  Em delírios do poeta, hoje navegando nestes amores que se vão e parece q o mundo ao nosso redor, desmoronou. Pra vcs bjinhos e bjinhos.

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Não duvide do valor da vida...Augusto Cury



Não duvide do valor da vida, da paz, do amor, do prazer de viver, em fim, de tudo que faz a vida florescer. Mas duvide de tudo que a compromete. 
Duvide do controle que a miséria, ansiedade, egoísmo, intolerância e irritabilidade exercem sobre você.
Quando somos abandonados pelo mundo, a solidão é superável; quando somos abandonados por nós mesmos, a solidão é quase incurável.
Sábio é o ser humano que tem coragem de ir diante do espelho da sua alma para reconhecer seus erros e fracassos e utilizá-los para plantar as mais belas sementes no terreno de sua inteligência.
Ser livre é não ser escravo das culpas do passado nem das preocupações do amanhã. Ser livre é ter tempo para as coisas que se ama. É abraçar, se entregar, sonhar, recomeçar tudo de novo. É desenvolver a arte de pensar e proteger a emoção. 
Mas, acima de tudo, ser livre é ter um caso de amor com a própria existência e desvendar seus mistérios, é gostar dos seus momentos, mesmo de solidão, viva a solidão, porém evite ser na vida, uma pessoa solitária.
Se seus sonhos são pequenos, sua visão será pequena, suas metas serão limitadas, seus alvos serão diminutos, sua estrada será estreita, sua capacidade de suportar as tormentas será frágil. Os sonhos regam a existência com sentido.
Desejo que você
Não tenha medo da vida, tenha medo de não vivê-la.
Não há céu sem tempestades, nem caminhos sem acidentes.
Só é digno do pódio quem usa as derrotas para alcançá-lo.
Só é digno da sabedoria quem usa as lágrimas para irrigá-la.
Os frágeis usam a força; os fortes, a inteligência.
Seja um sonhador, mas una seus sonhos com disciplina,
Pois sonhos sem disciplina produzem pessoas frustradas.
Seja um debatedor de idéias. Lute pelo que você ama.

POR: Wcastanheira  Em delírios do poeta, hoje dedicando especial carinho ao mestre Augusto Cury, recebi com carinho e decidi compartilhar com o mesmo carinho. Pra vcs bjinhos e bjinhos.

domingo, 18 de fevereiro de 2018

Casamento.... Martha Medeiros



Homens sentem vontade de transar com outras mulheres, e mulheres sentem vontade de transar com outros homens, isto é normal pelas mais diversas razões: para testar seu poder de sedução, para experimentar uma amizade sensacional, aquele amigo interessante, que mal tem uma roubadinha mesmo que seja da sua melhor amiga, que mal tem experimentar, uma fugidinha pode ser coisa muito boa, assim só para descontrair a relação, se você permitir, homens ora bolas, eles sempre querem é só deixar perceber e com amigo quase sempre o fruto é muito bom, confesse, desta tu já sabias, só assim pode experimentar um amigo que parece sensacinal, alegre, divertido, boa companhia, só assim podes saber se também na cama ele vale \á pena ou é só aparencia e nada mais,  para dar um up na auto-estima, para recuperar a adolescência perdida ou porque se apaixonaram por outra pessoa inadvertidamente - arrisco até a dizer: inocentemente. Ninguém tem controle absoluto sobre si mesmo, pode acontecer com qualquer um. E aí, como se resolve?
Quem é temente a Deus reprime. Quem é temente aos olhos dos vizinhos reprime. Quem é temente a si mesmo reprime. Mas quem não quer passar o resto da vida privando-se de sonhar, de se encantar, de namorar outra vez encara e assume os riscos, que não são poucos. Muitos acabam se separando, mesmo tendo um casamento que era satisfatório. No entanto, a tal "pulada de cerca" às vezes não gera maiores conflitos internos, é apenas uma necessidade paralela.
Não é assunto fácil, tampouco é novo. É um problema antigo e cabeludo. Envolve religião e seu subproduto: culpa. Sentimos culpa por tudo. Culpa por sermos avançadas demais, medrosas demais, galinhas demais, santinhas demais. Culpa pela nossa libido, pelas nossas fraquezas, pela nossa coragem. Culpa por estarmos mentindo, omitindo, enganando. Por ter permitido que o casamento chegasse a esse ponto de fragilidade - ou de segurança extrema, acreditando que tudo será perdoado e compreendido.
Casamento é um compromisso sério, mas não deveria significar prisão, submissão, anulação, obediência e tudo mais que caracteriza uma relação tirânica. Casamento deve significar amizade, sexo, respeito, diversão e companhia. 
Casamento tem que ser alegre, tem que ter sintonia, liberdade e muito jogo de cintura. Casamento não é brincadeira de criança, mas tem que ser leve, e é imprescindível que haja maturidade e - atenção - inteligência! A burrice é inimiga das relações, ela é que permite o surgimento de mesquinharias, preconceitos, implicâncias e ciúmes doentios. 
Casamento tem que ser aberto, não necessariamente no sentido sexual - isso é negociado caso a caso -, até pode ser se o casal tiver inteligencia para isto e estrutura para suportar, mas aberto para a renovação, para a conversa franca, para as necessidades de cada um, para a intimidade que vai além dos corpos, intimidade de almas, intimidade que permite a gente enxergar o outro, aceitar o outro e viver de maneira menos repetitiva e convencional. Cada casamento exige uma fórmula própria, cada casal inventa a sua, mas de uma coisa não se pode prescindir: da flexibilidade.
Parece facílimo, mas é um deus-nos-acuda. De tudo o que foi dito, a única conclusão a que chego é que os casamentos seguirão desmoronando se não houver uma compreensão do assunto que ultrapasse o romantismo. 
Amor é fundamental, mas não basta. É preciso um não-sei-quê que a gente não explica, é preciso cama, é preciso quimica, é preciso junção de almas e corpos, é preciso sentir, algo que está no ar, no olhar, e que dispensa racionalizações.
Martha Medeiros

POR: Wcastanheira Em delírios do poeta,, hoje colando este mimo da poetiza Martha Medeiros, uma bela mensagem para meditar, pensar, Martha, Martha vc me surpreende a cada edição. Pra vcs bjinhos e bjinhos.