Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Abrir lentamente, teu vestido...

Dói não pensar, então penso, gosto deste deixar doer na alma, indo aos poucos invadindo às entranhas.
Gosto desta desta loucura de deixar o instinto, a magia do sexo e do prazer invadir e tomar mer ser.
Gosto da delícia do poema e da maldade do ser, deixo então o poeta e o homem, conviver.
Não pensar é como pensar sem intervalo, sem recreio, sem pátio, na verdade eu não busco nenhum pensamento, nesta angústia, neste delírio, apenas desejo, tenho comigo uma meta, te fazer feliz na plenitude e de algum modo satisfazer meu ego, minha vaidade masculina.
Sonho em estar contigo, ter teu corpo, tua carne ou apenas, ser teu escravo, ser dominado, possuído pelo teu lado mulher, ir palmo a palmo descobrindo  e surpreendendo-me em cada curva tua.
Desejo abrir teu vestido lentamente, por trás, lentamente descer teu zíper ou delicadamente abrir um por um cada botãozinho.
Andar e passear pelas tuas costas, tua cintura, esquadrinhá-la com minha língua sôfrega, com meus dedos ávidos, aos poucos descobrir cada curva, cada degrau, cada segredo que teu corpo esconde, para que meus lábios percebam o tamanho deste universo, perceber teu arrepio, tua contração de prazer e finalmente...
Adoraria ver tua escultura esculpida totalmente nua, admirar tua beleza em vários traços e finalmente, deitar-me no teu abraço e repousar no teu regaço, onde cada linha do meu corpo fosse meu traço no teu corpo e de nós pudesse quem quisesse, ver apenas um corpo, uma silhueta sem folga, sem espaço, só eu e você, envolvidos num único abraço, enrolados com espaços anaeróbicos, colados, um no outro, intrometidos, pervertidos e loucos, invertidos, uauauuuu...

Por wcastanheira Em delírios de um final de tarde, uma dedicatória ao amor, uma ode à paixão, às loucuras dos amantes. Pra vcs bjos, bjos.

sábado, 24 de setembro de 2016

Te amar, parece que sempre foi algo tão natural...

Te amar parece que sempre foi algo tão natural...
Sonhar, inventar que sou feliz, buscar encontrar você em qualquer lugar, estas coisas simples e por vezes complicadas fazem parte do meu dia e da minha noite...
E te amar parece que sempre foi algo tão natural, tão meu. 
Pensar em você o tempo inteiro já virou parte da minha rotina. 
Sorrir ao lembrar de você é algo comum e repetitivo para mim, repetir teu nome milhares e milhares de vezes na minha cabeça, adormecer e despertar com você dentro do meu ser, do meu corpo e alma já virou mania. 
Eu já me acostumei a ir dormir pensando em você e acordar pensando em você. 
Já me acostumei a te ver em cada um dos meus sonhos, em cada lugar que eu olhava. 
Gostar de você parece que sempre foi tão fácil, simples. 
Te querer o tempo inteiro, sonhar com o teu abraço faz parte de mim. 
E toda vez que eu tento de alguma forma me separar desse sentimento é como se eu, esteja me separando de mim mesmo, como se tivesse abandonado uma parte de mim em algum lugar. 
Eu gosto de gostar de você, o meu amor me dá forças, me faz feliz. 
E se essa loucura, esta imersão traga felicidade e também algumas dores, eu suporto, se for preciso eu passo por cima do mundo para ficar contigo, assim, submerso, invadido, quase sem ter opção de viver qualquer outro sentimento que não seja...
Amar você.

POR...Wcastanheira  Em delírios de um final de tarde, hoje navegando, viajando nesta loucura de viver, mergulhar num louco e incontrolável amor. Pra vcs bjinhos e bjinhos.

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Mas se eu tivesse ficado...

Mas se eu tivesse ficado, será que teria sido diferente? 
Melhor interromper o processo em meio: quando se imagina o fim, quando se imagina que mais adiante doerá muito mais -por que ir em frente? 
Não há sentido: melhor escapar deixando uma lembrança qualquer, um lenço esquecido numa gaveta, camisa jogada na cadeira, uma roupa num canto da gaveta, uma fotografia – qualquer coisa que depois de muito tempo a gente possa olhar e sorrir, mesmo sem saber por quê. 
Melhor do que não sobrar nada e que esse nada seja áspero, doído como um tempo perdido.
Eu prefiro viver a ilusão do quase, quando estou "quase" certo que desistindo naquele momento vou levar comigo uma coisa bonita, pode ser covarde, pode ser falta de vontade de arriscar, pode ser tanta coisa...
Quando eu "quase" tenho certeza que insistir naquilo vai me fazer sofrer, que insistir em algo ou alguém pode não terminar da melhor maneira, que pode não ser do jeito que eu queria que fosse, eu jogo tudo pro alto, sem arrependimentos futuros! 
Eu prefiro viver com a incerteza de poder ter dado certo, que com a certeza de ter acabado em dor, de ter que perceber que estou sendo esquecido ou quem sabe, substituído.
Talvez loucura, medo, eu diria covardia, loucura quem sabe ou pode ser que seja esta mistura de todas as fraquesas humanas num só homem!
Mas pelo menos posso dizer...
Valeu, foi bom, deixou saudades, ficou a imagem e a lembrança das loucuras vividas, dos momentos inventados, dos acasos e das fugidas, melhor assim, que ter que dizer, admitir...
Fracassei, foi um fiasco, fui trocado, substituído, nesta relação, saí falido.

POR...Wcastanheira  Em delírios de um final de tarde, hoje navegando neste sentimento que por vezes nos invade, nos perburba e inquieta, coisa deste maluco poeta, ainda visionário do amor. Pra vc bjinhos e bjinhos

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Nada como o tempo...

Com o tempo, você vai percebendo que para ser feliz com uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela, ficar na sua, pois um dia, numa hora dstas o amor, que também se chama destino, vai apresentar você a esta pessoa.
Com o tempo você vai percebendo que não precisa marcar dia, mês ou ano, aquele amor, aquela pessoa que teria que ser, será  e pronto, aconteceu...
Percebe também que aquele alguém que você ama (ou acha que ama) e que não quer nada com você, definitivamente não é o "alguém" da sua vida.
Com o tempo aprendemos que temos que agir, mas não adianta apressar, temos que inteferir, mas não resolve querer decidir antes do tempo.
Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você.
Com o tempo você aprende a conviver com sua solidão enquanto espera, pois decidir por alguém apenas para não ficar só, pode ser a pior da mais ingrata solidão, então você espera pelo que pode acontecer.
O segredo é não correr atrás das borboletas... é cuidar do jardim para que elas venham até você.
Disse  o poeta em momento inspirado...
No final das contas, você vai achar não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você!
Acontece num clic, num piscar de olhos, numa fila qualquer, numa esquina qualquer, acontece...
Desconhecido

POR...Wcastanheira  Em delirios de um final de tarde, recebi de alguém que acompanha e delira com o blog e decidi, compartilhar, achei que encaixa em algumas das nossas situações de vida...Pra vcs bjinhos e bjinhos. 

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

O nosso beijo...

Quando chego e meu corpo sente a presença do seu, minhas pernas parecem enfraquecer, as palavras, sei lá, as palavras fogem, desaparecem, libero toda a energia reservada para uma vida, em apenas alguns segundos, quando encosto minha mão em seu corpo.
Quando você abre a porta começa meu delírio e sinto seu domínio absoluto sobre todo o meu ser, aos poucos vou deixando de viver, para em todo seu ser, invadir, permanecer.
Os olhos se fitam e involuntariamente os corpos se aproximam.
Sinto o calor de seu corpo aumentar, meu coração bate aceleradamente, parece desparar ao encontro do amor e do prazer
As faces ficam tão próximas que quase se tocam.
Seu ar ofegante ofusca minha visão, me deixo cair na sua doce tentação.
Levanto meus olhos e me perco em você
Sinto sua saliva doce molhar meus lábios e fico embriagado de prazer, me falta o ar, parece desmaiar...
As mãos procuram no seu corpo a fonte do meu desejo, ao tempo que o confronta contra o meu corpo, na tentativa de perdurar o momento, de tentar encontrar em você o eterno, o interminável sabor do prazer e do quase ençlouquecer...
Inexplicável, não sei onde estou, não sei o que há em volta, não sei o que ouço, não sei se ouço alguma coisa, só sei que estou envolvido, absorto e feliz por seu aroma e seu calor...
Sei apenas que estou hipnotizado pelo seu beijo quente e seu abraço.
Em alguns segundos o coração descompassado tenta voltar ao seu ritmo natural, os corpos se afastam lentamente.
As mãos ainda se tocam, mas com leveza e sutileza.
Levanto meus olhos e me perco em você, não domino meu ser, agora sou apenas prazer, sou instinto, era caçador, mas agora dominado, embriagado, me sinto assim, caçado...


POR...Wcastanheira  Em delírios de um final de tarde, hoje navegando, viajando na delícia do beijo, esperado, imaginado e encontrado. Pra vcs bjinhos e bjinhos.

domingo, 18 de setembro de 2016

Parece que não passa, mas vai passar...Passou.

Tem dores que são pungentes, que infiltram e calam, marcam com a sina que tem de fazer isto conosco, tem saudade que dói, que arde.
Por vezes sei que buscamos o refúgio do lar para destas dores, descansar e mesmo assim, parece que não adianta, que a dor de quem ama, só passa mesmo, na cama.
Vai passar, tu sabes que vai passar, nós sabemos que vai acalmar e você já sabe, esta dor tem um jeito de passar, de acalmar, mas pode o outro, notar...
Talvez não amanhã, mas dentro de uma semana, um mês ou dois ou um ano quem sabe? 
Mai vai passar ou pelo menos vai se aquietar e o amor, ficará ali esperando para despertar, se for amor, se não for, bem, então vai passar.
O verão está aí, haverá sol quase todos os dias, e sempre resta essa coisa chamada 'impulso vital', destino casual, coisas assim, que ajudam a fazer passar, conversas na fila do banco, na espera dos consultórios, no encontro casual, acontece que vem, chega e ajuda a fazer, passar...
Pois esse impulso às vezes cruel, porque não permite que nenhuma dor insista, resista por muito tempo, te empurrará quem sabe para o sol, para o mar, para uma nova estrada qualquer e, de repente, no meio de uma frase ou de um movimento te surpreenderás pensando algo assim como 'estou contente outra vez'.
Passou...
POR...Wcastanheira  Em delírios de um final de tarde, hoje navegando na dor destes amores que parece que não passarão, que não passam, que vieram pra ficar...Pra vcs bjinhos e bjinhos

sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Mulheres que amam de menos...


Eu quero dar meu depoimento. Creio ter um problema. 
Se mulheres que amam demais são aquelas que sufocam seus parceiros, que não confiam neles, que investigam cada passo que eles dão e que não conseguem pensar em mais nada a não ser em fantasiosas traições, então eu preciso admitir: sou uma mulher que ama de menos.
Eu nunca abri a caixa de mensagens do celular do meu marido.

Eu nunca abri um papel que estivesse em sua carteira.

Eu nunca fico irritada se uma colega de trabalho telefona pra ele.

Eu não escuto a conversa dele na extensão.

Eu não controlo o tanque de gasolina do carro dele para saber se ele andou muito ou pouco.

Eu não me importo quando ele acha outra mulher bonita, desde que ela seja realmente bonita. Se não for, é porque ele tem mau gosto

Eu não me sinto insegura se ele não me faz declarações de amor a toda hora.

Eu não azucrino a vida dele.

Mas atenção, alô homens, enviar flores, ligar em horas inesperadas, querer saber como eu vou, querer saber com quem estou, com quem ando ou tomo um café, não me irrta nem faz mal, meu coração e alma agradecem estes mimos, acho que amo pouco, mas adoro ser investigada, ser questionada do que e do porque....
Segundo o que tenho visto por aí, meu diagnóstico é lamentável: eu o amo pouco. Será?

Obsessão e descontrole são doenças sérias e merecem respeito e tratamento, mas batizar isso de "amar demais" é uma romantização e um desserviço às mulheres e aos homens. Fica implícito que amar tem medida, que amar tem limite, quando na verdade amar nunca é demais. O que existe são mulheres e homens que têm baixa auto-estima, que tem níveis exagerados de insegurança e que não sabem a diferença entre amor e possessão. E tem aqueles que são apenas ciumentos e desconfiados, tornando-se chatos demais.

Mas se todo mundo concorda que uma patologia pode ser batizada de "amor demais", então eu vou fundar 
As Mulheres que Amam De Menos, porque, pelo visto, quem é calma, quem não invade a privacidade do outro e quem confia na pessoa que escolheu pra viver também está doente.
Martha Medeiros

POR...Wcastanheira   Em delírios de um final de tarde, hoje com este mimo que delicadamente recebi e delicadamente postei....Pra vcs bjinhos e bjinhos.