Pesquisar este blog

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Eu escrevi um poema triste. Nas quartas feiras de Quintana, um momento de reflexão do poeta.

EU ESCREVI UM POEMA TRISTE

Eu escrevi um poema triste
E belo, apenas da sua tristeza.
Não vem de ti essa tristeza
Mas das mudanças do Tempo,
Que ora nos traz esperanças
Ora nos dá incerteza...
Nem importa, ao velho Tempo,
Que sejas fiel ou infiel...
Eu fico, junto à correnteza,
Olhando as horas tão breves...
E das cartas que me escreves
Faço barcos de papel!
Mario Quintana - A Cor do Invisível

Por: Wcastanheira Quartas feiras de Quintana, andei ausente por motivos de muito trabalho e um stress q rouba-me a inspiração,com o carinho de vcs ela voltará, pra nós este mimo do poeta anjo, pra vcs amadas(o) bjos, bjos.

9 comentários:

  1. Não deixe o stress roubar sua inspiração não!

    ResponderExcluir
  2. Se não nos dermos conta, o stress nos sufoca!

    ResponderExcluir
  3. Oi amigo!!

    Deixe o stress de lado e respire fundo, conte até dez e sorria, isto basta!!

    abraço!!! boa quarta

    ResponderExcluir
  4. "Somente aqueles que tem a coragem de sonhar,
    ousar e superar, podem viver os dias
    com a certeza de vencer!"

    Boa tarde amigo.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  5. Olá meu amigo!!

    Adorei esse poste, gostei mesmo pq nos traz uma mensagem clara e evidente do quanto a tristeza nos fazer evoluir.

    Parabéns!!

    Bjos da Ju

    ResponderExcluir
  6. Lindo!
    Espero que sua inspiração nunca acabe, pois você faz nossos dias mais cheios de poesia.
    É sempre bom estar aqui.
    Beijos, beijos!

    ResponderExcluir
  7. Quintana e a simplicidade das palavras
    ele simplesmente é maravilhoso.

    Abraços, Keli

    ResponderExcluir