Pesquisar este blog

quarta-feira, 5 de março de 2014

Quando estiveres triste, busca-me...

Quando estiveres triste, busca-me, talvez eu tenha o carinho certo e a palavra exata que precisas.
Quande estiveres só e te parecer cansada da solidão, chama-me, quem sabe seja eu a peça do equilibrio que te falta.
Quando estiveres assim meio perdida, meio confusa na vida, liga, quem sabe seja eu o tijolinho que está faltando nesta construção.
Quando desejares passear e olhares ao teu redor e ninguém estiver ao teu alcance, liga, quem sabe seja eu a tua tábua de salvação para pelo menos amenizar, tua solidão.
Quando desejares alguém para apenas  ficar ao teu lado, mudo, calado, chama-me, pois quem sabe sou o único por teu coração almejado.
Porém quando sentires o fogo do desejo e o tremular da ansiedade por calor,  liga, pois para mim ainda  é você meu grande e imensurável amor.
Quando fores fogo e paixão, se não me ligares pelo menos deixa teu coração fazer a escolha, pode ser que ele deste apaixonado tenha lembrança, da juventude ou do tempo de criança.
Se me desejares, aqui estou para amares ou quem sabe, como sempre...
Apenas, usares...
Por você me anulo, esqueço minha razão, por isso mulher, toma-me, não me deixe assim...
No chão.

POR: Wcastanheira   Em delírios de um final de carnaval, finalmente poetas, poetas também vivem o carnaval da carne. Pra vcs beijinhos e beijinhos.

5 comentários:

  1. Eu ligo, sim, eu chamo, mas vc tem que se comportar bem direitinho. Lindo texto, tio.
    Beijos,

    ResponderExcluir
  2. Belo texto.

    Beijos

    Jéssica
    Fashion Jacket - www.fashionjacket.com.br

    ResponderExcluir
  3. Busquei, foquei na busca por longos anos seguidos de promessas arrebatadoras,
    esperei, sonhei com o dia em que ouviria a palavra que mais desejei em toda adolescencia e juventude...só então a brasileira desistiu....desistiu desta vez
    tentei por tantas vezes...e desta última ouvi a palavra que estava aguardando, ecoou suavemente...senti uma vibração na alma...vivi momentos que não há palavras para descrever...e agora? Ela perdura? Sinto-a fugindo, sinto que não sou capaz suficiente para mantê-la viva em mim...infelizmente não posso...não podemos....ironia do destino!!!

    ResponderExcluir