Pesquisar este blog

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Deslizes...Fagner

Não sei por que
Insisto tanto em te querer
Se você sempre faz de mim o que bem quer
Se ao teu lado sei tão pouco de você
É pelos outros que eu sei quem você é
Eu sei de tudo com quem andas
Aonde vais
Mas eu disfarço o meu ciúme
Mesmo assim
Pois aprendi que o meu silêncio vale mais
E desse jeito eu vou trazer você pra mim
E como prêmio eu recebo o teu abraço
Subornando o meu desejo tão antigo
E fecho os olhos para todos
Os teus passos
Me enganando só assim somos amigos
Por quantas vezes me dá raiva te querer
Em concordar com tudo o que você me faz
Já fiz de tudo pra tentar te esquecer
Falta coragem para dizer que nunca mais
Nós somos cúmplices, nós dois
Somos culpados
No mesmo instante em que teu corpo
Toca o meu
Já não existe nem o certo nem errado
Só o amor que por encanto aconteceu
E é só assim que eu perdôo os teus deslizes
E é assim o nosso jeito de viver
Em outros braços tu resolves tuas crises
Em outras bocas não consigo te esquecer
Fagner

Por: Wcastanheira    Em delírios de um final de tarde, pensando, viajando nas vezes em que, _Falta coragem para dizer  nunca mais. Nós somos cúmplices, nós dois, somos culpados. Coisas das paixões, delírios de grandes amores, q anulam-se, deixam-se aniquilar, um pela delícia q é estar no outro, falta força para a carne decidir o q parece ser melhor para o coração. Pra vcs bjos e bjos








6 comentários:

  1. Isto é questão, de querer e não querer... Claro não irei dizer, que o amor, pode ser apagado como uma simples chama, mas sofrer, por alguém que não te ama, ou ama, mas cada um ama á tua maneira e á teu ver... Tem momentos, que é bom para de sofrer por alguém, simplesmente não merece...

    ResponderExcluir
  2. É assim que eu perdoo os deslizes dele,
    e assim, nosso jeito de viver. Eu resolvendo
    as minhas crises e ele tentando se resolver...Ai,ai!
    Fagner é tudo de bom! Adorei...Abraços carinhosos!
    Senti sdds sua la no meus blogs., aparece nem que for
    só para deixar uns bjos e bjos!

    ResponderExcluir
  3. Fagner é sempre uma boa escolha.
    Quem perdoa deslizes, ama por encanto.
    Te deixo beijos e uma boa noite

    ResponderExcluir
  4. Super linda esta música, querido Poeta!
    beijinhos,
    Valéria

    ResponderExcluir
  5. Musica mais que perfeita!

    Fagner é um poeta. E tuas palavras no final foram inspiradoras. Muitas vezes falta coragem pra dizer que nunca mais, dá é raiva de querer nao é? rsrs

    beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá.
    Adorei seu blog,muito legal e interessante,parabéns.
    Até mais

    ResponderExcluir