Pesquisar este blog

domingo, 1 de junho de 2014

Você chegou de mansinho, com um simples. _Oi...

 Você chegou de mansinho, não fez barulhos, não alardeou, parecia querer tomar-me escondida  só pra você, assim meu todo, todinho...
 Chegou com um  sorriso envolvente e maroto, leve e solto, com um simples, _"Oi".
Assim com cabelos livres, soltinhos, ombros nús e um jeitinho quase irresistível, me fez renascer, me fez deixar-me, apaixonar.
Aos poucos foi me conquistando, me cativando e quando dei por mim, meu coração já te pertencia, tentei resistir, mas meu pensamento, minha alma e meu corpo inteiro começaram a negar meu próprio instinto, queria viver, experimentar esta avalanche de caricias e mimosidades, assim cada vez que te encontrava mais minha  paixão no peito crescia, ele disparava, ele ardia.
Asssim como apareceu, também desapareceu, deixando um gigantesco vazio...
Assim fico aqui, nesta imensurável solidão a me questionar, a me interrogar.
 O porque? Se hoje eu pudesse escolher, jamais responderia aquele "oi".
 Estas duas vogais que hoje consomem minhas noites e meus dias.
Mas  acredito que nada é por acaso, tenho certeza que um dia nos encontraremos novamente, de onde vem esta certeza, não sei. só sei que sei.

POR: Wcastanheira   Em delírios de um final de tarde, hoje navegando nesta tal, saudade de um amor, mal vivido, mal explicado, mas ainda imaginado. Pra vcs beijinhos e beijinhos.

2 comentários:

  1. Quando a abordagem é de mansinho cativa mesmo. Lindo!
    Beijos,
    Renata

    ResponderExcluir
  2. É assim que marca a gente pra sempre.. lindo s2

    ResponderExcluir