Pesquisar este blog

domingo, 28 de abril de 2013

Gosto...

Gosto quando minhas mãos encontram às tuas e sinto o calor e o suar de tua pele.
Gosto, quando minhas mãos descem teu corpo e vão encontarndo aconchego, tal qual navio em mares calmos e portos seguros, vou anadando, navegando suave e delicado ao nosso aportar mais desejado.
Gosto quando navego nas curvas suaves de cada linha delineada e quente do corpo teu, pode até não ser, mas parece só meu.
Gosto de olhar teu olhar meio desconfiado quando sentes teu corpo quase todo, por minha mão, apalpado.
Gosto tanto destes teus lábios mordiscando, deste teu jeitinho matreiro se abandonando a cada momento em cada movimento, desta tua mãozinha sapeka, quentinha, buscando tateando a minha e quando se encontram teu modo sugestivo de encaminhar meu desejo ao teu desejo.
Gosto deste teu jeito tão menina de me olhar, de me encantar e este jeito tão mulher de me amar, de fazer amor e me deixar assim, sem energia, abandonado, feliz, como eu queria.
Gosto de sentir tua língua suave, feminina buscando cada curva do corpo meu, aconchegando-se onde fica o maior desejo teu e assim continua delicada e suave nossa troca de amor, já não sou eu, já não sou meu, sou apenas, um homem, teu...
E assim daquele amor puro e inocente que começou entre a gente, terminou na delicia deste sexo prevertido, permitido e loucamente invertido...

POR: Wcastanheira      Em delírios de um final de tarde, hoje atendendo às musas, tentando fazê-las navegar na delicia de momento de amor, calmo, suave, delicado, sensual, coisas deste mundo mágico do faz de conta, destes malucos e visionários poetas do amor. Pra vcs bjos e bjos.

4 comentários:

  1. Olá amigo, muito bom qdo gostamos de alguém assim com esta sintonia! Abraçossss

    ResponderExcluir
  2. Que linndo!! perfeito, alegrou minha noite, adorei *-* beijos..

    ResponderExcluir