Pesquisar este blog

sábado, 17 de agosto de 2019

A vida segue um destino...


Hoje na solidão de um momento estive pensando e se insistirmos em não aceitar, em brigar, em nos rebelar, em nos revoltar, creio que então só conseguiremos tão somente mais dor e menos amor.
E pensando cheguei a conclusão que o melhor é aceitar que você não tem o controle, que você não pode decidir sozinho, que o universo tem seu próprio ritmo.
Que precisamos ter a calma de fazer o que está ao nosso  alcance, portanto faça a sua parte e bem feito, da melhor maneira que puder...
E o que não puder, entregue e espere, confiante na bondade divina que rege o mundo em todo o seu ser, porque embora diga sabiamente a música "quem sabe faz a hora, não espera acontecer", tem ocasiões nesta vida em que quem sabe espera acontecer e respeita a hora sabendo que nada pode fazer apenas esperar, até que um dia, o amor de repente acontece, as coisas acontecem, por instinto natural da vida, pois ela, anda e acomoda as coisas e os seres, tudo pode acontecer, porque seu coração estava exatamente onde deveria estar para ser encontrado e para entender tudo o que tinha e deveria de acontecer, a vida segue um destino e dele jamais de modo algum escaparemos, assim creio...

POR: Wcastanheira Em delírios do poeta, assim meditando, poetizando, só. Pra vcs bjinhos e bjinhos.

terça-feira, 13 de agosto de 2019

A distância... Roberto Carlos


Nunca mais você ouviu falar de mim
Mas eu continuei a ter você
Em toda esta saudade que ficou...
Tanto tempo já passou e eu não te esqueci.

Quantas vezes eu pensei voltar
E dizer que o meu amor nada mudou
Mas o meu silêncio foi maior
E na distância morro
Todo dia sem você saber.

O que restou do nosso amor ficou
No tempo, esquecido por você...
Vivendo do que fomos ainda estou
Tanta coisa já mudou, só eu não te esqueci.

Eu só queria lhe dizer que eu
Tentei deixar de amar, não consegui
Se alguma vez você pensar em mim
Não se esqueça de lembrar
Que eu nunca te esqueci.

POR: Wcastanheira    Em delírios do poeta, hoje copiando este mimo mágico do rei Roberto. Pra vcs bjinhos e bjinhos.

segunda-feira, 12 de agosto de 2019

Partir como?


Ah, se já perdemos a noção da hora, se juntos já jogamos tudo fora me conta agora como hei de partir, se é que tenho mesmo que ir.
Partir será quase impossível, pois ao te conhecer, dei pra sonhar, fiz tantos desvarios, rompi com o mundo, queimei meus navios, soltei minhas amarras, pois julgava que jamais teria que buscar outro ancoradouro, agora me diz pra onde é que inda posso ir?

Se nós, nas travessuras das noites que pareciam ser eternas já confundimos tanto as nossas pernas embaraçamos braços e coração, jogamos roupas pelo chão em plena descontração.
Diz com que pernas eu devo seguir?
Se entornaste a nossa sorte pelo chão, se na bagunça do teu coração meu sangue errou de veia e se perdeu.
Partir  como, se na desordem do armário embutido, meu paletó ainda enlaça o teu vestido...
E pela tua casa o meu sapato se perdeu...
Partir como, se nos amamos feito dois pagãos e teus seios inda estão nas minhas mãos, então me explica com que cara eu vou sair?
Não, acho que estás apenas   fazendo de conta, pois te dei meu coração e te dei meus olhos pra tomares conta
Agora conta como hei de partir, se não sei pelo menos como nem por onde, sair??

POR: Wcastanheira  Em delírios do poeta, hoje viajando nestas despedidas difíceis de acreditar que um dia acontecem. Pra vcs bjinhos e bjinhos.